Secretaria de Esportes de Salto deve cortar mais de R$ 320 mil em despesas para 2017

Créditos: A.I. Salto
Esportes deve cortar mais de R$ 320 mil em despesas para 2017

A Secretaria de Esportes e Lazer deve realizar uma redução da ordem de R$ 323.412,94 nos gastos deste ano. A soma representa o que seria desembolsado com aluguel, transporte e ainda cortes parciais em projetos apoiados pela pasta. Apenas o aluguel representa uma redução anual de quase R$ 40 mil, uma vez que a Secretaria deve ser transferida para o Centro Esportivo João Luís Guarda.
Apesar de ser uma Secretaria com orçamento pequeno, avalia o Secretário de Esportes e Lazer, Eliano Apolinário, foi possível fazer um levantamento minucioso a respeito dos cortes que poderiam ser feitos sem prejudicar os munícipes. “Analisei caso a caso e, onde houve a possibilidade de corte, foi feito”, destacou.
O Secretário cita o caso do contrato com uma empresa de serviço de salvamento aquático. “Veja bem, era um contrato com uma empresa para que um salva-vidas ficasse na piscina por um valor de R$ 23.790. Nós vamos, sim, ter esse serviço, e vamos deixar a nossa piscina preparada para isso, só que será treinado um funcionário nosso para ter essa função”, disse.
Uma das primeiras providências da Secretaria de Esportes e Lazer será a transferência da sede, que hoje está em imóvel alugado, no valor anual de R$ 38.800. Na manhã de quinta-feira, 26, o Prefeito Geraldo Garcia, o Secretário de Obras Alaor Ourique, o Chefe de Gabinete César Piva, o Secretário Eliano e sua equipe visitaram o Centro Esportivo João Luís Guarda. A intenção da administração é fazer as adaptações necessárias para que a Secretaria seja transferida para este local.
Além do corte de aluguel e de contratos, Eliano reduziu o valor pago pela pasta para serviços de arbitragem nos campeonatos Veterano, Amador A e Amador B. A arbitragem da Olimpíada dos Trabalhadores, por sua vez, não receberá aporte financeiro da Secretaria. Outros cortes atingiram o transporte. Neste caso, a pasta não renovará o contrato com uma empresa de ônibus, gerando redução superior a R$ 115 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário