Avanço da tecnologia facilita as cirurgias plásticas periodontais

Maristela Lobo, cirurgiã-dentista
Crédito: Divulgação
























Quem é vaidosa e antenada nas tendências está acompanhando a evolução dos sorrisos e vendo que os tratamentos são menos custosos e bem mais acessíveis
A preocupação com os dentes é algo que sempre incomodou as pessoas; porém, houve um tempo em que os tratamentos eram custosos, mais invasivos e com preços altos. Mas hoje, com o aperfeiçoamento das tecnologias e o aprofundamento dos estudos em técnicas mais modernas, o desejo de ter uma saúde bucal que venha com uma estética ideal ficou mais eficaz e acessível.
O resultado disso é a maior procura por consultórios odontológicos e a diminuição do lendário "medo", que por muito tempo afastou muitas pessoas da "temida cadeira de dentista". Agora só fica com dentes amarelados, disformes, com gengivas retraídas ou aparentes demais, quem não tem encontrado tempo ou não anda se cuidado muito.
Se a pessoa é vaidosa e antenada nas tendências, está acompanhando a evolução dos sorrisos e vendo que aquela atriz mais antiga, que tinha a gengiva muito à mostra, já usufrui de algum tratamento milagroso desenvolvido pelos profissionais de odontologia, que usam procedimentos como a cirurgia plástica periodontal. Para entendermos mais sobre o assunto, entrevistamos a Dr.ª Maristela Lobo, especialista em estética, periodontia e implante.
Quando são necessárias as cirurgias plásticas periodontais?
As cirurgias plásticas periodontais são procedimentos corretivos com objetivos funcionais e/ou estéticos. Somente podem ser indicadas quando o paciente está saudável do ponto de vista sistêmico e bucal. Podem ser indicadas para recobrir raízes que estão expostas, ou equilibrar excessos de gengiva, ou ainda clarear gengivas pigmentadas ou reforçar a espessura da gengiva ao redor de dentes e/ou implantes.
Qual a técnica cirúrgica utilizada?
A escolha da técnica cirúrgica depende do procedimento indicado, bem como do tipo de gengiva que o paciente apresenta. Existem gengivas mais delicadas, mas finas, que exigem maior cuidado. Da mesma forma, as gengivas mais espessas tendem a formar cicatrizes e, portanto, exigem técnicas apropriadas para diminuir essa tendência. Cada caso exige diagnóstico e terapêutica personalizados.
Quais outros complementos estéticos podem ser feitos com a cirurgia periodontal?
As cirurgias plásticas periodontais são frequentemente empregadas previamente aos tratamentos restauradores estéticos, tais como: clareamento, lentes de contato, reconstruções dentais com resinas e/ou reabilitações bucais extensas com cerâmicas adesivas. É necessário harmonizar primeiro a gengiva e depois os dentes.
Como é o pós-operatório e a recuperação?
Dependendo do tipo de procedimento indicado, não há sutura (paciente nem leva ponto) e o pós-operatório é muito tranquilo. Considerando o mais invasivo dos procedimentos, o tempo de recuperação é de no máximo 15 dias, sem intercorrências importantes.
Como é o resultado estético após a cirurgia?
Se bem-indicadas e executadas, as cirurgias plásticas periodontais geram resultados bastante satisfatórios do ponto de vista funcional e estético.

Nenhum comentário:

Postar um comentário