Prefeito Geraldo Garcia participa de eleição do conselho da RMS

Crédito: Assessoria de imprensa da Prefeitura de Salto
O Prefeito de Salto, Geraldo Garcia, participou de reunião para a eleição do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), no Parque Tecnológico de Sorocaba. O chefe do Executivo saltense, além de prefeitos e representantes de outros 25 municípios, apoiou o nome do Prefeito de Itu, Guilherme Gazzolla, para comandar o conselho.
O subsecretário de Assuntos Metropolitanos do Estado de São Paulo, Edmur Mesquita, participou do evento e elogiou a união dos prefeitos, algo que é importante para que a RMS colha bons resultados. Mesquita destacou ainda que a RMS contribuirá para o desenvolvimento integrado das 27 cidades que a compõem, resultando em melhorias para a segurança, saúde, meio ambiente e mobilidade urbana.
Durante o evento, os prefeitos e representantes tomaram conhecimento sobre as próximas ações do conselho, em conjunto com a Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), como a discussão e elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI). Devem ocorrer oficinas para que as cidades, não apenas os técnicos, mas toda a sociedade civil, encaminhem sugestões.
O evento no Parque Tecnológico de Sorocaba contou a presença dos deputados estaduais Campos Machado, Maria Lúcia Amary e Carlos Cesar. Também participaram da reunião o assessor executivo da Casa Civil do Governo do Estado, Jesse James Latance, e a representante da Emplasa, Ana Lúcia Rodrigues Carvalho, entre outras autoridades civis e militares. A próxima reunião do Conselho está prevista para o dia 5 de junho, no município de Itu.

RMS
A Região Metropolitana de Sorocaba é composta por 27 municípios e conta com mais de 2 milhões de habitantes, representando 4,6% da população estadual. A RMS gera cerca de 4,25% do PIB (Produto Interno Bruto) paulista. Está estrategicamente situada entre duas importantes regiões metropolitanas do País – São Paulo e Curitiba -, além de manter limite territorial e processo de conurbação com a Região Metropolitana de Campinas.
Destaca-se, em âmbito nacional, por intensa e diversificada atividade econômica, caracterizada por produção industrial altamente desenvolvida, com predominância dos setores metal-mecânico, eletroeletrônico, têxtil e agronegócio (cana-de-açúcar).
Doze de seus municípios estão localizados no eixo das Rodovias Castello Branco e/ou Raposo Tavares, com economias baseadas em atividades industriais. Destes, seis apresentam especial relevância na economia paulista: Sorocaba, Itu, Itapetininga, Salto, Cerquilho e Votorantim. É a maior produtora agrícola entre as regiões metropolitanas do Estado de São Paulo, com elevada diversidade. Tem papel relevante na produção estadual de minérios, como cimento, calcário, rocha ornamental, pedra brita e argila, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário