Pets são imortalizados em cristais e diamantes

Crédito: Crematório Pet Vaticano
O Crematório Pet Vaticano transformou essa importância em cuidado no momento da despedida

O amor e o vínculo que se cria entre nós e os pets não é de hoje: os dados da última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ilustram que quase metade (44,3%) dos domicílios brasileiros têm pelo menos um cachorro na família, sendo o Paraná, o Estado com o maior índice de casas com o bichinho: 60,1%. Os gatos também têm uma grande representação: são 22,1 milhões, o que significa uma média de 1,9 gato por domicílio no Brasil.

Se eles cada vez mais são tratados como membros da família, a atenção e cuidado seguem do seu nascimento até os momentos de despedida. O próprio reconhecimento e homenagem da sua partida têm sido cada vez mais importantes. Criar um memorial para o pet pode ajudar a superar o período de luto que, para alguns especialistas, pode durar de três meses a um ano.

O Crematório Pet Vaticano tem uma área de homenagens especial para os animais de estimação. Conhecendo o valor que este grande amigo representa às pessoas e sabendo como pode ser perigoso enterrar o pet em casa, com risco de contaminação do solo, o Crematório também oferece planos preventivos de cremação pet que garantem tranquilidade.

Quando chegar o momento de se despedir, o serviço inclui remoção, banho, a própria cremação, uma área para homenagens, urna para guardar as cinzas e também a possibilidade de confeccionar um pingente de cristal ou diamante, feito com as próprias cinzas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário